Madri e Londres buscam ação comum para libertar jornalistas reféns na Somália

Madri e Londres estão em contato para realizar uma ação coordenada a fim de obter a libertação de quatro jornalistas, entre eles um espanhol e um britânico, seqüestrados na quarta-feira na Somália, informou o ministro de Relações Exteriores espanhol, Miguel Angel Moratinos, em Tanger, no Marrocos, onde participa em um foro para o diálogo inter-mediterrâneo.

AFP |

Os dois jornalistas e dois colegas somalis que cobriam a situação da pirataria no Golfo de Aden foram seqüestrados por milicianos armados em Bosasso, no nordeste da Somália. Os seqüestros ainda não foram reivindicados.

Jornalistas estrangeiros e trabalhadores humanitários são alvo freqüente das milícias armadas de Bosasso, um porto que serve de base para contrabandistas e traficantes de armas.

vg/cn/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG