Maconha vira pamonha em marcha proibida pela Justiça em Brasília

Cerca de 500 pessoas participam de Marcha pela Maconha transformada em Marcha pela Liberdade de Expressão

Severino Motta, iG Brasília |

Severino Motta
Após proibição da Justiça, manifestantes substituem "maconha" por "pamonha" em cartazes de Marcha em Brasília
Começou por volta das 16h30 a Marcha da Maconha em Brasília, que a exemplo do que aconteceu em São Paulo , foi proibida pela Justiça e a transformou em marcha pela liberdade de expressão.

Antes de sair a Polícia Militar vistoriou alguns dos participantes e avaliou cartazes e adesivos para garantir que a palavra “maconha” não fosse usada. Os participantes substituíram a palavra por “pamonha”.

Aos gritos de “fumar não faz mal, pamonha é legal” e “vem para a marcha, vem que é da Maria”, os manifestantes saíram da Catedral e seguiram pela Esplanada dos Ministérios em direção ao Supremo Tribunal Federal. O protesto é pela legalização da maconha e contra a decisão da Justiça do Distrito Federal que proibiu a Marcha.

“Queremos discutir a liberação da canabis não só para uso recreativo, mas também medicinal, industrial e religioso. O assunto deve ser tratado pelo governo”, afirma uma das organizadoras do evento, a estudante Isabela Góes.

Outra organizadora, a estudante Daniele Bomtempo, se queixa da proibição da Justiça do DF. “Essa proibição é absurda. Lutamos pela liberdade e pamonha é liberdade”, diz.

O Major William Araújo, da Polícia Militar, diz que só aceitará manifestações sobre a liberdade de expressão. “Quem for pego fazendo apologia às drogas ou flagrado com substâncias proibidas será preso”.

Apesar disso, a reportagem flagrou jovens fumando maconha durante a manifestação .Questionado se a substituição de “maconha” por “pamonha” não traria problemas, o major afirmou que: “Maconha é proibido, mas pamonha não ”.

Até o momento não houve nenhum incidente com a Polícia, que estima em 500 pessoas o número de manifestantes. A organização da Marcha, por sua vez, alega a presença de dois mil participantes.

    Leia tudo sobre: marcha pela maconhabrasília

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG