Vídeo mostra homem incendiando posto de gasolina no Maranhão

Crime aconteceu em Maracaçumé, no interior do Estado. Polícia ainda não sabe o motivo e dona pede proteção ao Estado

Wilson Lima, iG Maranhão |

Um posto de gasolina foi incendiado na cidade de Maracaçumé, cidade distante 191 quilômetros de São Luís. O caso aconteceu dia 19 de julho deste ano, mas só vieram à tona agora, quando as imagens foram parar na internet. Com medo de ser executada, a proprietária do posto, a empresária Cândida Marques Ferreira, pediu proteção policial à Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. O caso está em investigação.

O ato de vandalismo aconteceu por volta das 0h20. Segundo o gerente do posto, José Filho, um homem, de boné e com uma mochila chegou armado com um revólver calibre 38, rendeu o único funcionário que estava de plantão e o obrigou a ligar as bombas de gasolina. Depois o homem pediu para que o empregado se afastasse do posto e colocou fogo no local. Ele fugiu em seguida.

nullDurante o incêndio, esse funcionário pediu para que moradores de Maracaçumé ajudassem a apagar o fogo. A cidade não tem Corpo de Bombeiros e conta apenas com uma delegacia de Polícia Civil e uma unidade da Polícia Militar. “Foram os próprios moradores que apagaram as chamas”, disse Filho.

Segundo informações da Polícia Civil, existem duas linhas de investigação para o caso. A primeira: o incêndio foi encomendado por concorrentes da empresária. A segunda: a empresária foi alvo de uma tentativa de assassinato pelo mesmo grupo que executou seu ex-marido em 2006. Na época, Lucas Anastácio Ferreira foi assassinado por pistoleiros da região com cinco tiros. O crime nunca foi desvendado.

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão está analisando o pedido de proteção policial para a empresária e informou que o policiamento na cidade foi reforçado.

    Leia tudo sobre: MaracaçuméMaranhãocrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG