Serial killer já soma mais de 250 anos de prisão em condenações

Francisco das Chagas, conhecido pelo caso dos Meninos Emasculados, foi condenado a mais 28 anos na tarde desta segunda-feira

Wilson Lima, iG Maranhão |

O mecânico Francisco das Chagas Rodrigues de Brito, acusado de ser responsável pelo assassinato de 42 crianças e adolescentes no Maranhão e Pará foi condenado, na tarde desta segunda-feira, a mais 28 anos de prisão pela morte do menino Daniel Ferreira Ribeiro, de quatro anos. Com mais essa condenação, Chagas já soma mais de 250 anos de prisão em condenações.

A morte de Daniel Ferreira Ribeiro ocorreu em 2003, na cidade de Paço do Lumiar. Chagas foi condenado pelos crimes de homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver. Assim como outras 41 crianças e adolescentes, Chagas é acusado de ter matado e retirado os órgãos genitais de Daniel Ribeiro. Por causa dessa característica, a série de assassinatos ficou conhecida internacionalmente como o “Caso dos Meninos Emasculados” e Francisco das Chagas é considerado um dos maiores serial killers do Brasil.

Essa foi a nona condenação do mecânico e foi um dos últimos assassinatos registrados antes da prisão de Chagas, em 2003. Chagas foi preso após ser acusado de envolvimento na morte do adolescente Jhonathan Vieira. Alguns meses depois, ele confessaria este e outros 41 crimes contra meninos ocorridos no Maranhão e Pará. Os crimes aconteceu em São Luís, São José de Ribamar (MA), Paço do Lumiar (MA) e Altamira (PA).

Das 42 vítimas de Francisco das Chagas, 30 moravam no Maranhão e 12 no Pará. Todas as vítimas tinham um perfil parecido. Elas estavam na faixa etária de quatro a 15 anos e eram de famílias pobres. Nos depoimentos à polícia, Chagas negava os crimes alegando que os assassinatos eram fruto de “uma força exterior”. Desde 2003, ele está preso na Penitenciária de Pedrinhas.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG