Sequestrador estuprou jovem dentro do motel, afirma polícia

Homem que deixou ex-namorada presa por 25 horas no Maranhão nunca trabalhou e vivia de uma mesada de R$ 5 mil da avó

Wilson Lima, iG Maranhão |

Wilson Lima/iG Maranhão
Fachada do motel onde a jovem ficou sequestrada, em São Luís
Informações preliminares da Polícia Civil do Maranhão apontam que a jovem de 17 anos mantida como refém pelo ex-namorado de 36 anos durante 25 horas entre a manhã de sexta-feira (21) e de sábado (22) foi estuprada enquanto esteve trancada em um motel de São Luís, no Maranhão. Neste período em que esteve no cativeiro, a jovem foi alvejada com dois tiros mas sem gravidade.

Pelos depoimentos da jovem à polícia, o ex-namorado de 36 anos apontou um revólver calibre 32 na cabeça da estudante e a obrigou a manter relações sexuais com ele dentro do motel. Na noite de sábado, a jovem foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) de São Luís, para realização de exames de conjunção carnal. A jovem também já se recuperou dos dois tiros que levou e já recebeu alta do hospital Djalma Marques, onde havia sido internada após o término do sequestro. Ela já está de volta para a casa de familiares.

Benedito Francisco dos Santos Lesbinos, ex-namorado da adolescente, é acusado de ter abordado a ex-namorada na porta da escola onde ela estudava, o Centro de Ensino Médio Manoel Beckman, no bairro Vinhais, área da classe média de São Luís. Ele teria apontado uma arma, calibre 32, na cabeça da jovem e a obrigado a entrar em um veículo gol. Depois de uma volta pela cidade, teria levado a jovem para um motel de São Luís e a deixado trancada em um banheiro por quase 25 horas.

Segundo o delegado Marcos Affonso Júnior, superintendente da Secretaria de Investigações Criminais (Seic), esse é um caso de crime “tipicamente passional”. “Ele não é um assassino em potencial. O problema é que ele nunca recebeu um ‘não’ na vida e quando aconteceu, ele não soube bem o que fazer”, disse Marcos Affonso Júnior.

Benedito Lesbinos é natural da cidade de Codó, cidade a 290 quilômetros de São Luís, mas morava em São Luís bancado pela avó dona Socorro Figueiredo. Segundo relatos, mesmo tendo 36 anos, ele recebia R$ 5 mil de mesada da avó para custear a sua vida em São Luís e seus estudos. Na capital maranhense, morava em um condomínio de classe média, no bairro Turu. Acadêmico do curso de Direito, ele teria dito a vizinhos que era policial militar e exibia uma arma no local onde vivia.

A polícia também investiga se os tiros que foram dados por Benedito em direção a namorada foram realmente acidentais. Isso porque, momentos antes de se entregar, ele jogou fora o tambor e a munição do revólver que ele usava quando sequestrou a adolescente em uma clara tentativa de mascarar o cenário do crime. Ele também não tinha porte de armas. Benedito Lesbinos deve responder pelos crimes de tentativa de homicídio, estupro e cárcere privado.

Conheça casos famosos de violência contra a mulher :

- Caso Lindomar Castilho : cantor matou a ex-mulher com um tiro em 1981. Sete anos depois, saiu da prisão em liberdade condicional

- Caso Daniella Perez : atriz foi assassinada a golpes de tesoura. Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, condenados pelo crime, estão soltos

- Caso Pimenta Neves : jornalista foi condenado a 15 anos de prisão por matar a ex-namorada e também jornalista Sandra Gomide em 2000

- Caso Mércia Nakashima : advogada foi morta em maio de 2010. Ex-namorado Mizael Bispo é acusado do crime. Ele está foragido

- Caso Goleiro Bruno : ex-goleiro Bruno Fernandes é acusado de mandar matar Eliza Samúdio, com quem teve um filho. Ele está preso em Contagem (MG)

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG