Policial suspeito de matar jovem tem prisão preventiva decretada

Cabo é considerado foragido pela polícia do Maranhão. Familiares e amigos protestaram e pediram rapidez na investigação

Wilson Lima, iG Maranhão |

A Polícia Civil do Maranhão pediu a prisão preventiva do cabo Carlos César Costa, suspeito de ter assassinado por engano a estudante Fernanda Nogueira da Costa, de 15 anos, na madrugada de segunda-feira (1°), no bairro Bom Jesus, na periferia de São Luís. Após a morte da adolescente, a casa do policial foi depredada por amigos e familiares da vítima.

Leia também: Casa de policial é depredada após morte de estudante

Segundo Jefferson Portela, responsável pela investigação, o policial pode ser considerado foragido já que não se apresentou até o momento para prestar explicações sobre o crime. “Claramente há uma situação de fuga”, disse Portela. A Polícia Militar também instaurou procedimento administrativo contra o policial. O comandante do Policiamento Metropolitano de São Luís, coronel Jefferson Telles, afirmou que “atirar em via pública é crime”, em referência à atitude do policial.

Na manhã desta terça-feira, amigos e familiares da adolescente fizeram um protesto pelas ruas do bairro Bom Jesus cobrando da Polícia Civil celeridade nas investigações. Cerca de 100 pessoas estavam na manifestação. “Eu quero apenas Justiça”, disse Joana de Jesus Nogueira, mãe da adolescente.

Pelas informações da Polícia Civil, o policial estava em casa quando um grupo de jovens passou pela sua residência. Nesse instante, pessoas desse grupo jogaram pedras na casa do policial e ele acordou e disparou vários tiros na rua. A adolescente, que estava atrás do grupo, foi atingida com um tiro nas costas. Ela morreu no local.

    Leia tudo sobre: maranhãosão luísviolênciapolícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG