Moradores botam fogo em delegacia e degolam dois presos

Em Pedro do Rosário, no interior do Maranhão, revolta contra morte de comerciante terminou em assassinato

Wilson Lima, iG Maranhão |

Reprodução Google Maps
Pedro do Rosário fica a 126 quilômetros de São Luís, capital do Maranhão
Revoltados com o assassinato de um comerciante na semana passada, moradores de Pedro do Rosário, cidade a 126 quilômetros de São Luís na chamada Baixada Maranhense, invadiram, depredaram, atearam fogo na delegacia da cidade e lincharam dois detentos no início da tarde desta sexta-feira. Ambos foram degolados no meio da rua.

O comerciante Daniel Alves foi morto a tiros na quinta-feira da semana passada, 5, por dois homens identificados como Sebastião dos Santos Monteiro e Fábio dos Santos Monteiro. Ele foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). Os dois levaram uma moto, documentos e o celular da vítima. Alves era uma figura querida em Pedro do Rosário principalmente pelo fato de ser um dos poucos que aceitavam vender seus produtos, principalmente roupas, a prestação no município que tem apenas 23 mil moradores.

Segundo informações da Polícia Civil, a revolta começou por volta das 14 desta sexta, quando os dois foram finalmente presos. Os moradores de Pedro do Rosário se dirigiram até o Distrito Policial com paus e pedras com o objetivo de “vingar” a morte do comerciante. Conforme informações de moradores, pelo menos duas mil pessoas estavam no local na hora do incidente. A Polícia Militar tentou intervir, mas não conseguiu.

Ao chegar à delegacia, os moradores jogaram pedras, atearam fogo na delegacia e esperaram que as pessoas deixassem o local. No momento em que os presos tentaram fugir, os moradores espancaram ambos até a morte.

    Leia tudo sobre: Pedro do RosárioMaranhãoassassinato

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG