Homem que abusou de filha a prendeu por medo, diz polícia

Lavrador que teve dois filhos-neto encarcerou a filha por temer que caso fosse revelado, afirma delegado

Wilson Lima, iG Maranhão |

O lavrador Raimundo Vicente Barbosa da Silva, de 50 anos, preso em flagrante no final da tarde desta terça-feira, na cidade de Pirapemas, a 196 quilômetros de São Luís, acusado de abusar sexualmente da filha por 12 anos , a manteve em cárcere privado por medo de se denunciado. A informação é do delegado Leonardo Diniz, responsável pela prisão em flagrante do lavrador.

Diniz confirmou que os abusos começaram quando a menina tinha 14 anos. A garota afirmou, em depoimento, que foi estuprada pelo próprio pai. O lavrador nega. Ele disse à polícia que as relações foram consensuais.

Após ser resgatada, a vítima foi encaminhada para a residência de irmãos na cidade de Pirapemas. Os dois tiveram dois filhos-netos, um de cinco anos e outro de dois meses. A vítima estava bastante abalada após ser resgatada, segundo o delegado.

Antes da descoberta do caso, a vítima morava apenas com o pai no povoado Vassoura de Botão, na zona rural de Pirapemas. Ambos residiam em uma casa humilde, de barro, típica do interior do Maranhão, sem estrutura e mínimas condições de higiene. A diferença é que os dois não tinham nenhum contato com os vizinhos.

Ainda segundo a polícia, os dois dependiam basicamente de um benefício do Bolsa Família que a vítima recebia pelo filho de cinco anos e dos produtos que cultivavam, em um regime de agricultura familiar.

As investigações sobre o caso começaram há aproximadamente quatro meses, após denúncias da comunidade. O delegado Leonardo Diniz já solicitou a realização de exames de DNA para confirmar a paternidade de Raimundo Vicente. Em depoimentos, ele confirmou ser o pai das duas crianças. Uma vivia com eles, a outra, a mais nova, foi doada a uma família de Coroatá.

A polícia já busca informações sobre a família que recebeu um dos filhos-netos do lavrador, que responderá pelos crimes de cárcere privado, abuso sexual e abandono de incapaz. Ele está preso na delegacia de Itapecuru-Mirim.

    Leia tudo sobre: maranhãoincestoPirapemas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG