Homem acusado de envenenar família é condenado a 131 anos

Conhecido como “Monstro de Alenquer”, Francisco Campelo Filho matou cinco membros da mesma família

Wilson Lima, iG Maranhão |

A Justiça do Pará condenou a 131 anos e seis meses de prisão Francisco Campelo de Oliveira Filho, que ficou conhecido como “Monstro de Alenquer”. Filho foi acusado de ter assassinado, por envenenamento, cinco membros de sua própria família, na cidade de Alenquer, distante 701 quilômetros de Belém.

Filho foi condenado por homicídio triplamente qualificado: motivo fútil, utilização de veneno e sem possibilidade de defesa da vítima. Sua pena foi agravada porque ele tentou destruir e ocultar os cadáveres das vítimas.

O crime aconteceu em julho de 2008, quando Francisco Campelo Filho preparou um jantar na sua casa e colocou veneno na comida. O jantar envenenado foi servido ao pai, Francisco Rodrigues de Oliveira, de 57 anos, à madrasta Lucidalva de Sousa Lira, 27 anos, à irmã da madrasta Maria Leonilda de Sousa Rodrigues, 17 anos e aos irmãos Felipe Lira da Silva com 8 anos e Lucilene Lira de Oliveira de apenas 7 meses.

Depois do jantar, os cinco membros da família de Francisco Filho foram embora para a fazenda onde eles moravam. Francisco Capelo Filho ficou em casa e horas depois foi confirmar se os parentes estavam mortos. Na estrada, ele viu Maria Leonilda de Sousa Morta e, na fazenda, viu o pai e a madrasta também mortos no quarto do casal. No quarto das crianças, os dois irmãos também não tinham resistido.

Após a confirmação da morte dos cinco parentes, Francisco jogou os corpos em um buraco na área dos fundos da fazenda e ateou fogo. Pela acusação do Ministério Público, Francisco Campelo Filho queria ficar com os bens da família.

    Leia tudo sobre: monstr do alenquerassassinatofamíliacondenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG