Exército é chamado para ajudar no combate a dengue em São Luís

Homens do 24º Batalhão de Caçadores auxiliam a entrar nas residências onde proprietários não permitem ação dos agentes de saúde

Wilson Lima, iG Maranhão |

Um total de 30 homens do Exército estão auxiliando os 558 agentes de saúde de São Luís no trabalho de combate à dengue. O mutirão contra a doença foi deflagrado na segunda-feira e o Exército é responsável pelo trabalho de caça ao mosquito Aedes aegypti nas residências onde os proprietários não permitem ou dificultam a entrada dos agentes de endemias.

Em São Luís, houve um aumento de aproximadamente 1000% no número de casos de dengue nos dois primeiros meses e início de março de 2011 em comparação com igual período do ano passado. Em 2010, neste tempo, ocorreram 38 casos. Esse ano, já foram notificados 387. Em todo o Maranhão, o crescimento do número de casos da dengue é da ordem de 370%.

O comandante do 24° Batalhão de Caçadores, coronel Flávio Peregrino, afirmou que em muitas casas os proprietários não permitem o acesso dos agentes de endemias. “O exército vai tentar conscientizar essa pessoas. Nesse trabalho, todos tem igual importância. Tanto agentes, quanto exército, quanto outros parceiros”, declarou Peregrino. Ao todo, 30 homens do exército já estão nas ruas na função de agentes de endemias.

Além destes homens que trabalharão como agentes de endemias, o exército disponibilizou no Maranhão mais 500 homens para outras atividades como limpeza de terrenos baldios. Em 2011, Campo Grande e Belo Horizonte já contaram com essa ajuda do exército no combate à dengue.

    Leia tudo sobre: maranhãodengueexército

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG