Chuva volta a fazer novos estragos no Maranhão

Em São Luis, muros caíram, telhados de escolas desabaram e pessoas foram arrastadas

Wilson Lima, iG Maranhão |

As fortes chuvas que castigaram o Maranhão nos últimos dias trouxeram uma série de estragos em algumas cidades no Estado. Na quarta-feira, a única estrada de acesso à cidade de Centro Novo, município a 208 quilômetros de São Luís, foi cortada e os aproximadamente de 6,7 mil moradores estão isolados. Na capital, uma forte chuva ocorrida na noite de quinta-feira, deixou ruas alagadas, derrubou telhados de prédios e muros residenciais.

O problema em Centro Novo é com a MA-306. A rodovia liga o município à BR-316 e teve seu tráfego interrompido na altura do igarapé Barreiro, a aproximadamente 10 quilômetros da sede do município. Assim, os moradores de Centro Novo somente podem transpor o trecho por meio de embarcações ou a pé. Veículos motorizados não passam pelo local. A Secretaria de Infra-Estrutura do Maranhão (Sinfra) disse que já enviou uma equipe à região para fazer a recuperação emergencial da rodovia.

Em São Luís, as principais avenidas da capital ficaram alagadas com as chuvas de quinta-feira. Um casal foi levado em uma enxurrada no bairro Anil, mas passa bem. Um posto de gasolina no bairro Angelim ficou completamente alagado com as águas e o proprietário do posto, revoltado, fechou o trânsito por dez minutos na avenida Jerônimo de Albuquerque, nas proximidades do posto, como forma de protesto na manhã desta sexta-feira.

O hospital Socorrão II e o Terminal de Ônibus da Integração do Bairro Cohab, também ficaram inundados. Os equipamentos do Socorrão II foram deslocados às pressas para as áreas mais altas do hospital.

Ainda no bairro Angelim, a estrutura de uma quadra poliesportiva de uma escola cedeu. Uma parte muro de parte do Colégio Militar, no bairro Vila Palmeira e do Centro de Saúde Dr.Genésio Rêgo, na Alemanha, também caíram por causa das fortes chuvas. Muros residenciais também desmoronaram em bairros como Turu e Vila Nova. Segundo informações da Defesa Civil Municipal de São Luís, somente nas quatro horas de chuva, foram feitas 22 solicitações de atendimentos emergências na capital maranhense: três por desmoronamentos.

    Leia tudo sobre: Maranhãochuvasão luis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG