Chuva tira 30% dos moradores das suas casas em cidade do Maranhão

"A cidade está um caos", diz moradora de Trizidela do Vale, município alagado pelos temporais que atingem o Estado

Wilson Lima, iG Maranhão |

Um total de 7,5 mil pessoas já estão desabrigadas em quatro municípios da região do Mearim, no interior do Maranhão. A situação é mais complicada em Trizidela do Vale. Apenas nessa cidade, distante 279 quilômetros de São Luis, a Defesa Civil já contabiliza 6,1 mil pessoas fora de casa. Isso corresponde a 30% da população do município, de 18 mil pessoas.

Além de Trizidela do Vale, existem desabrigados em Pedreiras, Bacabal e São Luís Gonzaga. Em Pedreiras, pelo menos 420 famílias estão fora de suas casas. Em Bacabal e São Luís Gonzaga, outras 40 famílias foram obrigadas a deixar suas residências.

Os alagamentos nestes municípios ocorrem por causa da elevação de pelo menos seis metros no nível do Rio Mearim por causa das chuvas que castigaram a área no início da semana. Entre a madrugada de terça e a manhã de quarta-feira, não choveu na região do Mearim.

Cidade alagada

Todos os colégios de Trizidela do Vale e Pedreiras foram transformados em abrigos e as aulas foram suspensas nas duas cidades. O problema é que alguns desses abrigos também estão parcialmente alagados. Igrejas da região e ginásios de esportes da área também foram transformados em abrigos.

O centro comercial foi atingido e está parcialmente fechado. O trânsito por boa parte da cidade somente pode ser feito com canoas. Nos bairros das regiões mais baixas de Trizidela do Vale, a água chegou ao telhado de algumas residências, enquanto outras ficaram completamente submersas.

“A cidade está um caos. A água subiu muito rápido e teve gente que não conseguiu tirar o material a tempo. Acordei ainda de madrugada com a água subindo e procurei rápido ajuda para salvar o que podia”, descreveu, por telefone, Maria dos Santos Ribeiro, moradora de Trizidela do Vale. Maria dos Santos está em um galpão com mais 20 pessoas.

O prefeito de Trizidela do Vale, Jânio Freitas (PDT), já decretou situação de emergência no município. Equipes da Defesa Civil do Maranhão estão fazendo o acompanhamento e a remoção de moradores das áreas alagadas.

“A situação era muito ruim na terça-feira, mas ela começa a melhorar aos poucos. Se a água subir um metro e meio, vamos chegar ao nível das enchentes de 2009”, disse o pescador Wellinson Silva. “Existem muitas pessoas nos abrigos e as condições de cada uma não é das melhores. A cidade já convive com isso e situações como essas são meio que esperadas. Tanto que as pessoas atingidas em 2009 foram as mesmas desse ano”, completou Silva.

    Leia tudo sobre: MaranhãoTrizidela do Valeenchenteschuvasalagamentos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG