Presos aproveitam manifestação para tentar fugir de Pedrinhas

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Os detentos pularam o muro do presídio, mas foram impedidos por policiais que estavam em frente ao complexo

Agência Brasil

Presos aproveitaram uma paralisação de agentes penitenciários para tentar fugir do Complexo de Pedrinhas na manhã desta quarta-feira. Os detentos pularam o muro do presídio, mas foram cercados por policiais. Parte dos agentes e inspetores que aderiram à paralisação estava reunida diante do complexo, quando, por volta de 9h, começou o tumulto.

Secretário deixa cargo após nova fuga de presos em Pedrinhas, no Maranhão

Diretor da Casa de Detenção de Pedrinhas é detido por facilitar fuga

Preso suspeito de derrubar muro com caminhão para facilitar fuga em Pedrinhas

Televisores, geladeira e até videogames entraram em presídios no Maranhão

Conforme o Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário do Maranhão (Sindspem), a greve de 24 horas foi decidida durante assembleia realizada dia 11. A intenção é denunciar a falta de condições de trabalho e os perigos a que estão expostos os trabalhadores do sistema prisional maranhense, que convivem diariamente com a falta de gestão, a omissão diante das frequentes rebeliões, fugas e assassinatos de presos.

“Não temos armamento digno. Também não dispomos de armamento não-letal e de coletes balísticos para proteção de agentes e presos. Como não há controle, queremos, principalmente, que a segurança nas unidades prisionais de Pedrinhas seja reforçada por policiais militares", alertou o presidente do sindicato, Antonio Benigno Portela.

Fuga na madrugada

Durante a madrugada, um grupo de detentos fugiu por um túnel do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, segundo informações da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão.

A assessoria do governo maranhense informou que o número exato de fugitivos só será divulgado após conclusão da recontagem, que será feita assim que a situação estiver controlada. A estimativa é que pelo menos dez detentos tenham conseguido escapar por um túnel aberto a partir do Presídio São Luís 1, um dos oito estabelecimentos que compõem o complexo. A direção de Pedrinhas ainda não sabe se algum interno deixou o complexo durante o tumulto da manhã.

Agência Brasil
O Complexo Penitenciário de Pedrinhas, centro da crise carcerária do Maranhão


Mortes

Palco de constantes rebeliões, fugas, brigas e assassinatos de presos, Pedrinhas contabiliza, este ano, 16 detentos mortos. Além disso, a fuga dessa madrugada é a segunda em apenas uma semana. No último dia 10, 36 detentos escaparam do Centro de Detenção Provisória, depois que bandidos obrigaram o motorista de um caminhão a atirar o veículo contra o muro do complexo, abrindo um grande buraco no muro de concreto. Desses, apenas três fugitivos já foram recapturados. Durante a fuga, quatro detentos ficaram feridos.

Prisão

Nesta segunda-feira (15), diretor do Casa de Detenção de São Luís (MA), Cláudio Barcelos, foi detido preventivamente, por policiais civis da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). Investigado há mais de um ano, Barcelos é suspeito de facilitar a fuga de presos. Além disso, segundo a assessoria da Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), também está sendo apurada a hipótese de que, mediante pagamento, detentos eram autorizados a deixar a unidade irregularmente e retornar após cometerem crimes.

Leia tudo sobre: Pedrinhasfuga

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas