Preso suspeito de derrubar muro com caminhão para facilitar fuga em Pedrinhas

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária confirmou a fuga de seis detentos do Centro de Detenção Provisória

Agência Brasil

Policiais militares detiveram, na madrugada de hoje (11), um dos suspeitos de roubar o caminhão-caçamba que bandidos usaram para derrubar um muro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, no Maranhão, na noite dessa quarta-feira (10). O choque proposital abriu um grande buraco no muro de concreto, por onde presos fugiram.

Em nota, a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) confirmou a fuga de pelo menos seis detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP), mas segundo a assessoria do governo, uma contagem dos internos está sendo feita para checar a possibilidade de mais presos terem escapado. Segundo o jornal maranhense O Imparcial, vizinhos do complexo afirmaram ter testemunhado cerca de 30 presos fugindo. Além dos presos que conseguiram fugir, quatro ficaram feridos e um foi recapturado.

Agência Brasil
O Complexo Penitenciário de Pedrinhas, centro da crise carcerária do Maranhão

O suspeito de roubar o caminhão e participar da ação foi detido por policiais que participavam das buscas aos fugitivos. Segundo a assessoria da PM, quatro suspeitos de roubar o veículo estavam juntos, mas três conseguiram escapar. Com o suspeito detido foram apreendidos um colete da Polícia Civil, um revólver e munição.

Maior estabelecimento prisional do Maranhão, Pedrinhas tem sido palco de constantes rebeliões, brigas e assassinatos de presos. Só este ano, pelo menos 15 presos já foramassassinados no interior da unidade. Em 2013, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), foram pelo menos 60 mortes. Além disso, partiram do interior do complexo as ordens para que bandidos atacassem delegacias da região metropolitana da capital maranhense e ateassem fogo a ônibus, no início de janeiro deste ano. O episódio resultou na morte da menina Ana Clara Santos Souza, de 6 anos.

Leia tudo sobre: pedrinhascaminhãofuga

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas