Irmã de menina morta em ataque a ônibus no Maranhão recebe alta médica

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Criança de 1 ano e 5 meses teve 20% do corpo queimado. Mãe continua internada em estado grave em Goiânia

A menina Lorrane Beatriz Santos, de 1 ano e 5 meses, que teve queimaduras em 20% do corpo em um ataque a ônibus em São Luís, recebeu alta e deixou o hospital Juvêncio Matos na manhã desta quarta-feira (15), de acordo com a Secretaria de Saúde do Maranhão. 

Conheça a home do Último Segundo

OAB deverá cobrar do Maranhão indenização a famílias de mortos

Lorrane é irmã de Ana Clara Santos Sousa, de 6 anos, que morreu após ter 95% do corpo queimado. Já a mãe das meninas, Juliane Carvalho Santos, de 22 anos, que teve 40% do corpo queimado no ataque, está no Hospital de Asa Norte, em Brasília. O estado de saúde de Juliane' é grave, mas ela respira sem a ajuda de aparelhos.

O entregador Márcio Ronny da Cruz, de 37 anos, que teve queimaduras em 72% do corpo, está no Hospital de Queimaduras, em Goiânia, onde trata de alguns ferimentos.

Mais: Família de menina que morreu em São Luís cobra combate à violência

O sistema prisional do Maranhão é alvo de uma crise que veio à tona em outubro, após rebelião no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, o maior do Estado. No local, somente este ano, duas mortes foram registradas.

Na sexta-feira (3), quatro ônibus foram queimados e cinco pessoas ficaram feridas. No mesmo dia, uma delegacia do bairro São Francisco também foi atingida a tiros.


Leia tudo sobre: maranhãoataquevítimaônibus

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas