MA já tem 3,3 mil desabrigados por conta das chuvas

Subiu para 3,3 mil o número de desabrigados em consequência das fortes chuvas que castigam o Maranhão. A Defesa Civil Estadual estima que pelo menos 14 mil pessoas tenham sido atingidas.

Agência Estado |

Três municípios, Marajá do Sena, Tufilândia e Trizidela do Vale, já decretaram estado de emergência. Outras oito cidades solicitaram ao governo do Estado a decretação do estado emergencial.

Das cidades atingidas pelas chuvas a situação mais crítica é a de Marajá do Sena, a 269 quilômetros da capital São Luís. As estradas ficaram intrafegáveis e a cidade está praticamente isolada, conforme informou a Defesa Civil. Há escassez de água e comida. Dos 6.167 habitantes do município, 1.892 estão desabrigados (27% da população). "A situação é tão grave que os homens da Defesa Civil somente conseguiram chegar ao local de helicóptero. Por terra, a viagem é quase impossível", disse o secretário executivo da Defesa Civil, coronel Jonas Durans.

Em Trizidela do Vale, a 226 quilômetros de São Luís, 740 pessoas ficaram desabrigadas com a elevação do Rio Mearim, que corta o município. O centro comercial e administrativo da cidade está alagado. No ano passado, a elevação de 4 metros do rio deixou 3 mil desabrigados.

Em São Luís, 293 pessoas já deixaram suas casas em 15 bairros. Devido ao grande número de vítimas, a superintendência municipal da Defesa Civil da capital do Maranhão já estuda a possibilidade de solicitar a decretação de situação emergencial. Duas pessoas morreram após o desmoronamento de um barranco no sábado, no bairro Salinas do Sacavém, na zona periférica da cidade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG