O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, assinou hoje a concessão de duas linhas de crédito no valor de R$ 4 bilhões, com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), para saneamento e infraestrutura urbana. Deste total, R$ 3 bilhões serão destinados ao setor de saneamento.

Conforme Lupi, esses recursos não fazem parte do programa "Minha Casa, Minha Vida". O R$ 1 bilhão restante será direcionado para transportes, especialmente para renovação da frota de ônibus. O evento ocorreu na sede da Associação Brasileira da Indústria de Infraestrutura de Base (Abdib).

Lupi afirmou que a linha de R$ 4 bilhões destinada a saneamento e infraestrutura urbana terá taxa de juros de 7% a 8% ao ano mais TR, "um pouco acima de 0,62% ou 0,63% ao mês". Segundo Lupi, essa linha de R$ 4 bilhões vai promover a geração de 260 mil postos de trabalho. A estimativa é de geração de 195 mil empregos decorrentes dos aportes em saneamento e 65 mil em transportes.

"Os R$ 4 bilhões são só o começo. No ano que vem, poderemos reforçar os limites", disse o ministro. De acordo com ele, o Conselho Curador do FGTS poderá buscar setores que gerem empregos para a concessão de novas linhas. O financiamento com os recursos assinados hoje será concedido por meio da compra pelo FGTS de debêntures ou outros instrumentos financeiros emitidos pelas empresas. O limite de financiamento em cada operação ou empreendimento é de 90%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.