Lupi reitera apoio a Temer e quer PDT fora do bloquinho

BRASÍLIA - O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, reiterou nesta terça-feira o apoio à candidatura do deputado Michel Temer (PMDB-SP) à presidência da Câmara. Para tal ele também defendeu a saída de seu partido, o PDT, do chamado bloquinho, que apoia o presidente Lula e está junto de Aldo Rebelo (PC do B-SP) na corrida pela presidência da Câmara.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico

"Minha posição pessoal é de apoio ao Michel Temer", disse Lupi. Sobre o bloquinho, formado pelo PDT, PSB, PMN, PC do B e PRB, Lupi disse que "ele foi formado num outro momento" para a eleição do atual presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), "e nesse novo momento o PDT tem autonomia para decidir [quem vai apoiar]", afirmou o ministro.

Lupi ainda disse que a posição oficial do partido deve sair no próximo dia 21, quando a executiva do PDT vai se reunir com seus deputados. A reportagem apurou que, na verdade, o encontro só vai referendar a posição de Lupi e confirmar o apoio a Temer.

Leia mais sobre: Câmara dos Deputados

    Leia tudo sobre: câmara dos deputados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG