Lupi é eleito presidente do PDT pela terceira vez

Pela terceira vez, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, foi reeleito para a presidência do PDT. Ele comandará o partido pelos próximos dois anos.

Agência Estado |

Para evitar atritos com a Comissão de Ética do Palácio do Planalto, Lupi avisou que continuará afastado da presidência do partido, deixando o comando a cargo dos dois vice-presidentes: o deputado Vieira da Cunha (RS) e o ex-deputado Wagner Lago.

Carlos Lupi assumiu a presidência do PDT depois da morte de Leonel Brizola, em 2004. Desde então, comanda o partido com sucessivas reeleições no cargo. Em 2007, a Comissão de Ética do Palácio do Planalto recomendou que Lupi optasse pela presidência do partido ou pelo ministério. Na época, os integrantes da Comissão alegaram que não era possível Lupi exercer as duas funções ao mesmo tempo, pois feria o Código de Ética. O afastamento de Lupi da presidência do PDT ocorreu em março de 2008. Desde então, a presidência é ocupada interinamente por Vieira da Cunha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG