Lupi diz que PDT deve apoiar Temer para presidir Câmara

O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, afirmou hoje que o PDT deverá fechar apoio à candidatura do deputado Michel Temer (PMDB-SP) à presidência da Câmara. Lupi reafirmou que a participação do PDT no chamado bloquinho de esquerda não representa a garantia de apoio incondicional à candidatura deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), que também disputa a presidência.

Agência Estado |

Rebelo é candidato do "bloquinho", grupo que reúne o PSB, PCdoB e PDT.

Lupi disse que se surpreendeu com a reação de Aldo Rebelo à informação sobre o apoio do PDT a Temer. Irritado, Rebelo teria afirmado que o apoio da cúpula do PDT não resolve uma eleição. "Essa declaração me surpreende porque ele (Aldo), como dirigente partidário, sabe que quando o partido decide todos são obrigados a cumprir com aquilo. Nós fazemos parcerias e discutimos com a base para decidirmos conjuntamente, mas, no voto, vamos ver o que vai acontecer", afirmou Lupi. Os votos na eleição do presidente da Câmara são secretos.

Segundo o ministro, o melhor nome para comandar a Câmara é o de Michel Temer. "Cada momento é um momento. Na minha opinião, o melhor para o País é a candidatura do Michel Temer porque ele é preparado e pertence ao maior partido (PMDB). Queremos apoiar o Temer na Câmara e o Tião (Viana, do PT do Acre) no Senado. Com isso fica o PMDB na Câmara e o PT no Senado. E isso é o melhor para o País", afirmou. O PDT decide dia 21 a sua participação no processo eleitoral da Câmara.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG