O presidente Luiz Inácio Lula da Silva justificou seu retorno do Equador, cancelando a participação na cerimônia de posse do presidente reeleito, Rafael Correa, como decorrência do estado de saúde do vice-presidente José Alencar. Em entrevista na base aérea da capital do Equador, Lula disse que Alencar teve uma recaída.

Segundo relato do presidente, ontem, por volta das 21h, ele teria conversado com Alencar, que disse estar bem. No entanto, hoje pela manhã foi informado que o vice-presidente teve que retornar ao hospital ontem à noite, por volta das 23 horas, porque havia urinado sangue.

"Levantei e fui tomar café da manhã e fui informado que o Alencar tinha retornado ao hospital e urinou sangue. Fiquei preocupado. Comuniquei ao Rafael Correa que não ia ficar para a posse", justificou Lula, que participou no país da 3ª Reunião Ordinária do Conselho de Chefes de Estado e de Governo da União das Nações Sul-Americanas (Unasul). O retorno de Lula ao Brasil estava previsto para as 21 horas de hoje. O avião do presidente, porém, decolou de Quito por volta das 12 horas (14 horas horário de Brasília) e deve aterrissar em Brasília por volta das 19 horas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.