Lula volta a defender Sarney em reunião com petistas

Depois de mais de quatro horas, foi encerrada na madrugada desta sexta-feira a reunião no Palácio da Alvorada entre o presidente Lula e a bancada do PT para discutir a situação do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), frente à crise institucional que pode levar o peemedebista à renúncia ou afastamento do cargo ¿ como já sugeriram partidos como PSDB, DEM, PDT e Psol. Os 11 senadores presentes ¿ apenas Flávio Arns (PR) não compareceu à residência oficial ¿ evitaram dar declarações antes das 10h de hoje (sexta, 3), quando o líder petista Aloizio Mercadante (SP) dará uma entrevista coletiva sobre o que foi conversado com Lula no fim da noite desta quinta-feira (2).

Congresso em Foco |

Ex-ministra do Meio Ambiente, a senadora Marina Silva (AC) deixou a residência presidencial no mesmo carro em que estavam Eduardo Suplicy (SP), que desceu do veículo oficial para falar com a imprensa, e Tião Viana (AC) ¿ este, candidato petista derrotado por Sarney na eleição da Mesa Diretora do Senado, em fevereiro. Marina disse ao Congresso em Foco que a bancada reiterou a orientação de sugerir o afastamento de Sarney da presidência, como forma de minimizar a crise. Os petistas avaliam que, longe do foco de ataques e das investigações em curso sobre os desmandos no Senado, a situação da base aliada se tornaria menos delicada.

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

    Leia tudo sobre: lulaptsarneysenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG