O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, criticou novamente hoje o fim da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) durante entrega do complexo hospitalar Ouro Verde, na periferia de Campinas, interior de São Paulo. Por ódio e com vontade que as coisas não dessem certo, tiraram do governo federal R$ 40 bilhões por ano com o fim da CPMF.

Eu duvido que um de vocês tenha encontrado um produto em Campinas que o preço foi reduzido em 0,38%", declarou.

Lula não falou com a imprensa, mas em seu discurso oficial no hospital que vai atender 400 mil habitantes das regiões sul, sudoeste e noroeste de Campinas, o presidente chamou atenção para a prevenção contra doenças e fez um apelo ao público masculino para a importância da realização do exame de próstata. "Nada substitui o toque", brincou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.