STF vai esperar providências de Lula em relação às escutas telefônicas" / STF vai esperar providências de Lula em relação às escutas telefônicas" /

Lula vai tomar providências ainda hoje, diz Garibaldi

BRASÍLIA - O presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), disse nesta tarde, após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que medidas contra os grampos telefônicos que atingiram o alto escalão da República serão divulgadas ainda hoje. Garibaldi comentou que Lula taxou a situação como extremamente grave e que após encontro com seu conselho político deve divulgar as ações. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/09/01/supremo_vai_esperar_providencias_de_lula_1612627.html target=_blankSTF vai esperar providências de Lula em relação às escutas telefônicas

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

"Ele (Lula) considerou tudo isso extremamente grave e disse que providências serão tomadas e anunciadas ainda hoje. Eu só fico satisfeito depois que ele anunciar que providências serão tomadas", disse. "Vai haver uma sindicância rigorosa, mas antes mesmo do final da investigação, ele (Lula) disse que vai tomar medidas para tranqüilizar a população nesta hora em que se teme pelas instituições", completou.

Quem também esteve presente na reunião foi o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), que caiu, junto com o presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes, num dos grampos supostamente feitos pela Agência Brasileira de Inteligência, conforme noticiou a revista Veja desta semana.

Segundo ele, o presidente se mostrou preocupado com a situação dos grampos no país. Ele disse que Lula teme um descontrole e quer que o Congresso e o Supremo trabalhem na construção de um modelo que restrinja até mesmo as escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.

"O presidente não põe a mão no fogo por ninguém, ele mandou apurar. Na reunião, ele admitiu que essas coisas acontecem, mas não atribuiu a quem", citou. "Ele (Lula) também pediu aos ministro do Supremo [com que se reuniu nesta segunda] providências em relação aos grampos e escutas ambientais autorizadas pela Justiça", pontuou Torres.

Leia mais sobre: grampos

    Leia tudo sobre: grampos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG