Lula ressalta parceria entre União e governo do RJ

Em discurso de meia hora, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um balanço positivo da parceria entre o governo federal e o governo do Estado do Rio de Janeiro, especialmente no que concerne obras e realizações no Estado. Durante cerimônia de início das obras da rodovia integrante do Arco Metropolitano do Rio de Janeiro, em Itaguaí (RJ), Lula comentou que há muito tempo a União não tinha uma relação tão boa com o governo do Estado do Rio.

Agência Estado |

" A falta desse bom relacionamento, na avaliação do presidente, atrasou o andamento de obras importantes, como a do Arco - que movimentará investimentos de R$ 1,4 bilhão.

Lula observou ainda que não está satisfeito com o desempenho da Nuclep, estatal especializada na fabricação de equipamentos pesados. Segundo ele, a empresa ainda não atingiu o auge da sua capacidade de produção, porém, na avaliação do presidente, isso se dará com o desenvolvimento da indústria naval do Estado. "Hoje de manhã passei na Petrobras para discutir planos de investimentos. Podem se preparar, vocês da Nuclep, que o que não vai faltar nos próximos anos são navios e plataformas para serem construídas. Encontramos uma tal camada de pré-sal e queremos começar a explorá-la rapidamente", disse.

O presidente aproveitou para fazer um histórico de sua atuação política. Ele lembrou que hoje é o aniversário de 30 anos da greve dos trabalhadores da Scania, em São Bernardo do Campo, região do ABC paulista. Ainda sobre sua carreira política, Lula comentou que foi injustiçado pela imprensa no passado. Ao comentar que só vinha para o Rio de Janeiro a trabalho e quase nunca a lazer, lembrou de um episódio em que, após perder uma das eleições em que disputou para a Presidência, foi passear em Angra dos Reis de barco. "A imprensa disse que eu estava num iate. Eu tinha alugado um barco de um pescador com baratas do tamanho dessa televisão aqui. Tinha até o Lady Laura do meu lado", comentou, fazendo referência ao iate do cantor Roberto Carlos. "E eu ali com o meu barateiro", brincou.

Lula aproveitou a ocasião para falar sobre o aumento de empregos no País. Segundo ele, em 12 meses foram gerados 1,772 milhão de empregos formais, com carteira assinada, sendo que no Rio de Janeiro foram 153.669 novos empregos. O presidente informou ainda que mais obras estão por vir no Rio de Janeiro. Ele ressaltou a sua confiança no governador do Rio, Sérgio Cabral Filho (PMDB), e comentou que serão investidos R$ 800 milhões somente de recursos federais para o Arco Metropolitano. "E eu vou dizer uma coisa: ninguém passa para um governo de Estado R$ 800 milhões se não tiver total confiança de que o dinheiro será aplicado corretamente", acentuou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG