Lula rejeita reeleição e diz que papel de ex-presidente é ficar quieto

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que não se deixa seduzir pelos altos índices de popularidade que vêm alcançando nas pesquisas e mais uma vez descartou a idéia de reeleição, classificando-a de absurda. Ao falar sobre reeleição durante café da manhã com jornalistas, Lula disse: Não trabalho com essa hipótese absurda de sair agora e voltar em 2014. Juscelino Kubitschek pensou que ia voltar e não voltou.

Valor Online |

"
Sobre a sua popularidade, o presidente afirmou não se deixa seduzir. "Meu ego não cresce um milímetro. Se o ego subir, pode bater o desespero quando cair", disse, referindo-se ao resultado de pesquisas que apontam que ele vem batendo recordes de popularidade.

Ele também garantiu que "jamais" vai se candidatar a qualquer a cargo político depois do final de seu mandato. "Acho que o ex-presidente tem que ter a dimensão do cargo que já exerceu. Não pode ficar disputando cargo".

Segundo Lula, o papel de um ex-presidente é ficar quieto e não dar palpites. "Ex-presidente não deve dar palpite sobre o governo. Só deve falar se for consultado. Todo ex-presidente tem muito telhado de vidro." E completou: "O ex-presidente dará uma contribuição extraordinária se souber ficar quietinho."
Lula também falou sobre o exercício da Presidência da República. "Dizem que é espinhoso, envelhece, dá cabelo branco, mas todo mundo quer. Quem está aqui não quer sair", disse, em tom bem-humorado.

(Agência Brasil)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG