mesquinharias políticas em evento no DF - Brasil - iG" /

Lula reclama de mesquinharias políticas em evento no DF

BRASÍLIA - O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou nesta quarta-feira, durante inauguração de quatro estações do Metrô em cidade do Distrito Federal, que, independentemente de divergências políticas entre ele e o governador do DF, Jose Roberto Arruda (DEM), eles continuarão ¿fazendo o melhor para o povo brasileiro¿.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

Nesse País, muitas vezes as mesquinharias políticas são tão grandes que alguns acham que, por sermos de partidos diferentes, não é possível nos unirmos para fazer o bem para a sociedade, disse Lula em seu discurso.

O presidente acrescentou que as disputas políticas se darão apenas em época de eleições. Tem a hora da disputa e tem a hora de governar. A política precisa entender isso, declarou.

O governador do DF agradeceu a colaboração do Governo Federal e da bancada de parlamentares da cidade, que compareceu em peso ao evento. Segundo ele, a expansão do Metrô visa diminuir o uso de carros no DF, que, em oito anos, recebeu o dobro de veículos individuais. Ou investimos no transporte coletivo ou a cidade fica literalmente entupida, ressaltou Arruda.

Arruda também destacou ainda o fato de o presidente Lula ter feito questão de percorrer o trajeto entre o centro de Brasília e a estação em Ceilândia Norte, cidade da periferia do DF, de Metrô. Mas palavras de Lula, o objetivo seria ver se funciona mesmo. De carro, o trajeto tem cerca de 35 km.

As obras custaram R$ 85 milhões, sendo que R$ 50 milhões foram utilizados no acabamento das estações e R$ 35 milhões na via, ampliada em 4,5 quilômetros. Cada nova estação tem estacionamento com capacidade para até 300 carros e bicicletário para até 150 bicicletas. A ampliação do sistema levou apenas um ano para ser concluída.

Ainda neste semestre, será feita licitação para a construção de mais 3,2 km de linha e duas estações em outra cidade do DF (Samambaia). O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deverá financiar a obra de 1 km de linha e de uma estação próxima à área central de Brasília (quadra 102 da Asa Norte). Com todas as obras, a previsão é que o sistema tenha capacidade de atendimento dos atuais 100 mil usuários para 300 mil até 2010.

Leia mais sobre: Lula

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG