Lula promete respeitar gastos mesmo com ano eleitoral

BRASÍLIA (Reuters) - Na última reunião do ano do Conselhão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o governo vai respeitar a política fiscal em 2010, mesmo sendo ano eleitoral. Não é porque tem eleição que vamos gastar mais no ano que vem, disse Lula, em discurso dirigido a ministros, empresários e sindicalistas que formam o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social.

Reuters |

Lula previu fechar este ano com mais de 1,3 milhão de empregos, "com viés de alta para 2010".

(Reportagem de Fernando Exman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG