Lula promete apoio a produtores de orgânicos do Brasil

BRASÍLIA - O presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu nesta quinta-feira com a Associação dos Produtores e Processadores de Orgânicos do Brasil (BrasilBio) e prometeu apoiar os produtores no desenvolvimento do mercado e da cadeia produtiva do setor no Brasil.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

De acordo com o secretário de inclusão social do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Joe Valle, que também é produtor, Lula teria sinalizado que irá apoiar os produtores e mobilizar órgãos do governo para implementar ações como a abertura de linhas de crédito e pesquisa. Nós teremos que produzir um documento que contenha todas as reivindicações, para que a coisa ande e seja potencializada, ressaltou Valle. 

Durante o café da manhã, o presidente teria ressaltado ainda a necessidade de redução do preço dos produtos orgânicos para que se tornem acessíveis ao bolso de toda sociedade. Mas, segundo o secretário do MCT, o alto preço dos produtos é provocado pela falta de investimentos no setor. Este preço resulta de muita demanda e pouca pesquisa no setor. Ou seja, nós ainda não temos condições de produzir em larga escala, o que compromete o preço do produto. Mas a tendência é que o preço desça, afirmou Valle. 

Ele destacou, porém, que a idéia seria não atingir os preços dos produtos convencionais. Temos certeza que, se der um preço justo nesse produto, que estimule a sociedade a cuidar da sua família e do meio ambiente, este preço será ainda barato, acrescentou. Segundo os produtores, o produto orgânico confere maior segurança e qualidade nutricional aos consumidores. 

Participaram do café da manhã: representantes de entidades parceiras da BrasilBio, como a OCB ¿ Organização das Cooperativas do Brasil, o Sebrae ¿ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, e o Sindiorgânicos ¿ Sindicato dos Produtores Orgânicos do Distrito Federal; e dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; do Desenvolvimento Agrário; da Ciência e Tecnologia; e do Desenvolvimento Social, além do presidente da Embrapa, Sílvio Crestana.

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG