catástrofe climática no Estado dos últimos dias, sendo atingido, inclusive, por um http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/09/09/defesa+civil+confirma+que+tornado+atingiu+municipio+de+santa+catarina+8337921.html target=_toptornado na noite do dia 7 de setembro." / catástrofe climática no Estado dos últimos dias, sendo atingido, inclusive, por um http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/09/09/defesa+civil+confirma+que+tornado+atingiu+municipio+de+santa+catarina+8337921.html target=_toptornado na noite do dia 7 de setembro." /

Lula pode visitar Santa Catarina na próxima sexta-feira

BRASÍLIA ¿ O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode visitar na próxima sexta-feira a cidade de Guaraciaba, no Estado de Santa Catarina, segundo a senadora Ideli Salvati (PT-SC). O município foi o mais castigado pela http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/09/08/temporal+em+santa+catarina+deixa+quatro+vitimas+8315944.html target=_topcatástrofe climática no Estado dos últimos dias, sendo atingido, inclusive, por um http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/09/09/defesa+civil+confirma+que+tornado+atingiu+municipio+de+santa+catarina+8337921.html target=_toptornado na noite do dia 7 de setembro.

Christian Baines, repórter em Brasília |

AE
Estragos causados no município de Guaraciaba, no extremo oeste de Santa Catarina, onde quatro pessoas morreram

Ginásio destruído pelo tornado em Guaraciaba, em SC, onde quatro pessoas morreram

A líder do governo no Congresso disse que o presidente deve passar pela cidade após visitar o Estado do Rio Grande do Sul ¿ compromisso previsto em sua agenda oficial.

A tragédia, a devastação e o sofrimento que mais uma vez se abateu sobre nosso Estado, principalmente Guaraciaba, é assustador. Tão assustador que o presidente, com quase certeza, vai estar lá na sexta-feira para ver pessoalmente, disse ao sair de solenidade de sanção do projeto de lei que cria a Universidade Federal da Fronteira Sul.

O prefeito de Guaraciaba, Ademir Zimmerman, também participou da solenidade e aproveitou para mostrar fotografias dos locais castigados ao presidente. Segundo o prefeito, a tragédia afetou 60% da população de 10.884 habitantes da cidade, deixou 17 pessoas feridas e causou a morte de quatro pessoas.

Assistência federal

A solenidade de sanção do projeto de lei contou com a participação de prefeitos e parlamentares catarinenses e governador de Santa Catarina, Luiz Henrique Silveira. Além de participar do evento, a comitiva veio a Brasília pedir recursos para a reconstrução do Estado.

Segundo o governador, a pasta de Integração Nacional, do ministro Geddel Vieira Lima, já liberou R$ 26 milhões para ajuda.

O ministro enviou [ao Estado], já no primeiro dia após as catástrofes, a secretária nacional de Defesa Civil e está liberando R$ 26 milhões para a realização das obras emergenciais, que recomponham pelo menos inicialmente as casas, os aviários, enfim, todas as instalações produtivas que gerem emprego e renda.

Salvatti contou que os representantes catarinenses realizaram uma verdadeira maratona ao longo desta terça-feira solicitando verbas nos ministérios e aproveitaram para entregar um relatório ao presidente Lula explicando como foram gastos as verbas federais liberadas após as catástrofes do ano passado.

Ricardo Stuckert/PR

Lula sobrevoou no ano passado as áreas alagadas pelas catástrofes em Santa Catarina

Segundo a senadora, desde novembro do ano passado, o governo federal já depositou R$ 802 milhões de reais para o Estado, seja ao governo, a prefeituras, empresas, ou diretamente para escolas. Além disso, ela afirmou que um decreto presidencial liberou os recursos do Fundo de Garantia sem burocracia, o que somou mais 1,338 bilhões de reais para o Estado.

Então, entrou em Santa Catarina, do final de novembro até agora, 2,141 bilhões de reais. (...) Não é pouco dinheiro, mas infelizmente, tivemos que vir no dia de hoje pedir ainda mais. (...) Ao mesmo que viemos pedir, viemos agradecer o esforço e a sensibilidade do presidente Lula e o socorro concreto, disse Salvatti.

A líder petista afirmou ainda que o Ministério do Desenvolvimento Agrário disponibilizou crédito de R$ 100 mil para cada agricultor. Cada agricultor vai ter R$ 100 mil para poder reconstruir aviário, pocilga, comprar equipamento. [Eles terão] dez anos para pagar, 2% de juros ao ano e três anos de carência. Isso já são recursos assegurados, concluiu.

Leia também:

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuvachuvasmeteorologiatemporaistornado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG