Lula pede prioridade à reforma política no segundo semestre

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou nesta terça-feira aos ministros da Justiça, Tarso Genro, e das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, que elaborem junto com o Congresso Nacional uma proposta de reforma política que seja consensual. Segundo informou o Planalto, Lula deseja ainda que a proposta seja pauta prioritária para os trabalhos legislativos no segundo semestre.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |


A reforma deverá ser acertada diretamente com os presidentes da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), e do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), para que eles convençam as lideranças a debater o tema. Segundo assessores, o governo deverá incentivar o debate, mas sem que a proposta seja interpretada como um projeto isolado do governo.

Durante a reunião ainda, Lula pediu aos ministros que dêem mais visibilidade as ações do governo, além de reforçar as marcas do governo junto à sociedade. Segundo interlocutores do Planalto, a idéia do presidente é deixar gravada a sua gestão.

O pedido do presidente foi feito durante a reunião de coordenação política com os principais ministros do governo. Além de Lula, participaram da reunião os ministros da Justiça, Tarso Genro, das Relações Institucionais, José Múcio, da Casa Civil, Dilma Rousseff, da Secretaria-Geral, Luiz Dulci, do Planejamento, Paulo Bernardo, e da Fazenda, Guido Mantega.

Leia mais sobre: Reforma política

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG