Lula pede crédito por participação em obras de SP

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, fez hoje em São Paulo uma reclamação pública ao governador do Estado, José Serra (PSDB), e ao prefeito da Capital, Gilberto Kassab (DEM). Lula disse que as autoridades não têm divulgado a participação do governo federal em grandes obras de infraestrutura em São Paulo.

Agência Estado |

"Aqui temos obras muito importantes que, às vezes, não aparecem como se fossem do governo federal. Fico chateado porque eu viajo pelo Brasil, põe-se dinheiro, faz-se a obra e quando a gente vê o prefeito e o governador fazer propaganda dela, não falam que parte do dinheiro é nosso", afirmou.

Sem citar o nome de Serra ou de Kassab, o presidente citou o exemplo do Rodoanel Mario Covas, uma das bandeiras da gestão tucana. "Só para vocês terem uma ideia, o Rodoanel custou R$ 3,6 bilhões, sendo que R$ 1,2 bilhão veio do orçamento da União. Isso não aparece nas propagandas que eu vejo na televisão. É como se nós não tivéssemos colocado nenhum centavo." Lula lembrou ainda outros investimentos do governo federal no Estado, como no tramo norte do Ferroanel de São Paulo (R$ 528 milhões), no Plano Diretor de Dutos (R$ 1,3 bilhões) e na Refinaria de Mauá (R$ 1,7 milhões).

A mesma crítica ao governador José Serra foi feita em propaganda partidária do PT paulista na televisão, levada ao ar no Estado de 12 a 15 de agosto. Os petistas afirmavam haver recursos federais, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), nas obras do Metrô e do Rodoanel. Na ocasião, Serra reagiu às inserções, dizendo que era "propaganda enganosa" e "exercício de ficção". O governador isentou Lula de culpa pela propaganda, naquela época. "Essa propaganda não é do governo federal, que, eu acredito, não faria isso", disse Serra.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG