BRASÍLIA (Reuters) - O presidnte Luiz Inácio Lula da Silva limitou a participação dos ministros Dilma Rousseff (Casa Civil) e José Múcio Monteiro (Relações Institucionais) nas eleições municipais. A decisão foi tomada nesta terça-feira durante a reunião de coordenação política do Executivo, segundo fonte do Palácio do Planalto. Dilma e Múcio só poderão subir em palanques em seus Estados natais, Pernambuco e Rio Grande do Sul respectivamente. Os demais ministros foram liberados para fazer campanha em todo o país.

Segundo a fonte, a restrição foi feita a Múcio e Dilma porque os dois são muito próximos do presidente e suas opiniões poderiam ser interpretadas como uma vontade do governo. Dilma é cotada para ser candidata à sucessão do presidente Lula em 2010.

A recomendação dada por Lula é que durante a campanha sejam evitados desgastes com políticos de partidos da coalizão governista. Ministros já manifestaram a preocupação de que deputados e senadores que disputam as eleições culpem o Executivo por eventuais derrotas nas urnas e resolvam retaliar o governo em futuras votações. Múcio chegou a dizer publicamente que preferia que todos os ministros só participassem das campanhas em seus Estados, mas foi voto vencido.

(Reportagem de Fernando Exman)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.