Lula lança nos EUA programa de turismo brasileiro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou hoje, em Nova York, nos Estados Unidos, o programa Brasil Sensacional, do Ministério do Turismo, cujo objetivo é aumentar o fluxo de turistas estrangeiros para o País. Em discurso, Lula informou que anualmente 60 milhões de turistas norte-americanos viajam pelo mundo.

Agência Estado |

Desses, apenas 700 mil vão ao Brasil. O grupo mais numeroso a excursionar pelo País são os argentinos, que chegam a 1 milhão por ano.

Em seu discurso, Lula queixou-se que o Brasil muitas vezes "fala mal de si mesmo", e que essa postura não contribui para aumentar o fluxo de turistas. "Ninguém visita um país pelas coisas desagradáveis que tem, mas sim pelas coisas boas." Para o presidente, é preciso que a indústria do turismo brasileiro esteja preparada e possa "no mínimo colocar cerveja gelada para servir para os turistas".

Ele próprio contou que pretende fazer turismo no Brasil. Um de seus projetos é ir a Alagoas e caminhar no mar com a água pela canela. "Mas só vou poder fazer isso quando sair da presidência", afirmou. Lula disse querer também fazer ecoturismo e conhecer as chapadas. Após o lançamento do Brasil Sensacional, o presidente foi conhecer um ônibus decorado com propaganda do Brasil. O veículo circulará pelas ruas de Nova York.

Vôos

Antes da cerimônia, o presidente da TAM, David Barioni Neto, afirmou a Lula que a companhia passará a ter vôos diários de Salvador para Miami e que até o final do ano serão 170 ligações com os Estados Unidos. Atualmente, são 145. Segundo ele, a ampliação do número de vôos foi possível a partir da assinatura de novo acordo bilateral Brasil-EUA.

Entre os novos destinos para cidades norte-americanas estão as linhas a partir de Recife, Fortaleza e Salvador. Serão reforçados ainda outros três destinos: Manaus, São Paulo e Rio de Janeiro. Após ser informado de a companhia começará a voar para Angola, Lula também pediu ao presidente da TAM que abra uma linha ligando o Brasil à Nigéria.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG