Lula inaugura espaço em homenagem à mãe

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse há pouco durante rápida conversa com jornalistas que não iria comentar o filme Lula, o Filho do Brasil. Não comento porque ainda não vi, depois posso comentar, afirmou.

Agência Estado |

Lula participou hoje à tarde da inauguração do parque Cidade dos Direitos da Criança e do Adolescente, que leva o nome de sua mãe, Eurídice Ferreira de Mello, a Dona Lindu, em São Bernardo do Campo, Grande São Paulo. Em seu discurso de inauguração do espaço, Lula disse que o problema das crianças e adolescentes desamparados resulta em pessoas sem esperança.

"Foram duas décadas e meia de crise econômica que resultaram num processo de desestruturação da economia familiar, gerando pessoas sem perspectiva de estudo e de trabalho, às vezes criando um clima de guerra dentro da família", afirmou o presidente. "Foram mais de 25 anos em que a economia do País ficou atrofiada. Não houve investimentos em universidades nem no ensino fundamental", acrescentou. De acordo com o presidente, é impossível recuperar jovens desamparados se não houver concomitantemente a recuperação da família.

Dona Lindu morreu em 1980 aos 65 anos vitimada por um câncer de útero. Natural de Pernambuco, ela morou durante muitos anos no Bairro Pauliceia, em São Bernardo, o mesmo onde foi construído o espaço, ao custo de R$ 4,3 milhões, que transformou a área de 36 mil metros quadrados em sede administrativa da Fundação Criança e em um centro de referência para crianças e jovens.

Pouco depois das 20h (de Brasília), Lula se dirigiu ao pavilhão de exposições Vera Cruz, onde será apresentado o filme "Lula, o Filho do Brasil", estrelado pela atriz Glória Pires, no papel de Dona Lindu, com direção do cineasta Fábio Barreto.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG