RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quarta-feira que a comunidade internacional precisa responder de forma coordenada à crise financeira global e que a solução para os problemas enfrentados pelos bancos deve envolver todas as opções. A estatização de bancos não deve ser descartada por meros preconceitos ideológicos, afirmou Lula em discurso.

Lula fez as declarações a uma platéia de investidores nacionais e estrangeiros presente ao Fórum Econômico Mundial na América Latina, que se realiza no Rio de Janeiro.

(Reportagem de Daniela Machado)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.