Lula ficará com US$ 150 mil de prêmio da Unesco

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu ficar com os U$ 150 mil (quase R$ 300 mil, pelo câmbio atual) recebidos junto com o prêmio Félix Houphouët-Boigny, concedido a ele pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Lula recebeu o prêmio no último dia 7, em Paris, ¿pela sua atuação na promoção da paz e da igualdade de direitos¿.

Agência Estado |

A informação de que o presidente não pretende doar o dinheiro foi dada pelo Palácio do Planalto. De acordo com seus assessores, trata-se de um prêmio concedido à pessoa de Lula e o dinheiro, que veio junto, é também dele. A Comissão de Ética Pública informou que o presidente não está submetido à legislação que obriga os funcionários a recusar prêmios valiosos, nem há norma que o obrigue a fazer a doação.

Apesar de sua origem humilde, Lula é hoje uma pessoa de posses. Seu salário líquido é de cerca de R$ 9 mil por mês e suas despesas são bancadas pelo Erário. Se estiver juntando o salário que recebeu e receberá até o fim de 2010, estima-se que tenha cerca de R$ 800 mil. Além disso, conta com uma pensão de cerca de R$ 3 mil mensais por ter sido preso durante a ditadura militar.

Na declaração de bens entregue ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2006, quando concorreu à reeleição, Lula discriminou 16 bens. Entre eles, três apartamentos em São Bernardo (valor nominal de cerca de R$ 265 mil), aplicações em renda fixa e poupança (cerca de R$ 480 mil), uma S10 cabine dupla, um apartamento em construção no Guarujá (pagos R$ 47 mil) e um terreno no subdistrito de Riacho Grande (R$ 5,4 mil).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais sobre Lula

    Leia tudo sobre: lulaonupresidentepresidência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG