O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, disse hoje que faria uma inconfidência e, em seguida, contou ter ouvido de um médico da Presidência da República - cujo nome não revelou - a informação de que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava em atraso com os exames médicos de rotina. Depois de dizer que, habitualmente, Lula se cuida em relação à saúde, o ministro comentou, referindo-se ao atraso nos exames: Com certeza a Dona Marisa e o médico do presidente devem estar lhe dando um bronca.

"

Paulo Bernardo contou que levou "um susto" com a notícia da crise de hipertensão sofrida por Lula. Ele conversou rapidamente com jornalistas ao chegar ao Ministério da Fazenda para participar da reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.