O secretário do Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro, Carlos Minc, será recebido às 18h30 de hoje, no Palácio do Planalto, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que o convidou a assumir o cargo de ministro do Meio Ambiente, em substituição a Marina Silva. A expectativa é a de que Lula marque para depois de amanhã a posse de Minc.

Mas, antes, os dois terão de chegar a um entendimento sobre as condições anunciadas pelo secretário para assumir o novo cargo.

Dentre as condições apresentadas por Minc estão a participação do Ministério do Meio Ambiente nas reuniões de formulação da Política Industrial e a proposta de convidar o Exército a mobilizar regimentos para atuarem dentro dos grandes parques nacionais e reservas extrativistas. A participação de homens do Exército nesse tipo de atividade não é constitucional. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, ainda não se pronunciou a respeito. Jobim está na Bolívia e, segundo o jornal Bom Dia, Brasil, da TV Globo, foi informado sobre a declaração de Minc, mas só a comentará quando voltar ao Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.