Lula e Mantega discutirão mudanças na caderneta de poupança

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai discutir com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, mudanças na caderneta de poupança. Segundo Lula, as alterações são necessárias para preservar esse instrumento de aplicação, mas ninguém precisa ficar preocupado com as possíveis novidades.

Valor Online |

" Vamos discutir isso com carinho porque, primeiro, nós precisamos proteger os poupadores e, segundo, não podemos permitir que pessoas que tenham muito dinheiro o usem para aplicar na poupança " , disse Lula. " A poupança é para salvaguardar os interesses da maioria da população, que tem pouco dinheiro, para que ela não tenha prejuízo. "
Assim como autoridades do Banco Central e da equipe econômica já argumentaram, o presidente afirmou que é preciso rever a caderneta de poupança no atual contexto de queda de juros. " Senão não é mais poupança, passa a ser um investimento " , resumiu. " Daqui a pouco, as grandes multinacionais vão querer colocar dinheiro na poupança. "
Com a baixa do juro básico da economia (Selic) e o conseqüente retorno mais baixo dos fundos de investimento, o governo teme que diminua o interesse de bancos e investidores pela compra de títulos públicos - pelos quais o governo financia a dívida pública e atua na política monetária. Uma migração maciça para a poupança, cujo rendimento já começa a ultrapassar o de alguns fundos, poderia desequilibrar o sistema. A poupança tem juro fixo, de TR mais 6% ao ano, não paga imposto de renda e sua captação tem direcionamentos obrigatórios, como o de financiamento habitacional.

Lula deu as declarações em breve entrevista após solenidade de apresentação dos novos oficiais-generais, em Brasília.

(Valor Online )

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG