Lula e Chávez querem agilizar entrada da Venezuela no Mercosul

BRASÍLIA (Reuters) - Em encontro nesta semana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedirá ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que agilize as negociações comerciais para o ingresso do país no Mercosul. Lula fará uma breve visita a Caracas na sexta-feira, quando também será discutido o aprofundamento da integração energética entre os dois países, disse a jornalistas nesta quarta-feira o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach.

Reuters |

A concretização do ingresso da Venezuela como sócio pleno do Mercosul --bloco em que participam, além do Brasil, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai-- depende da aprovação dos Congressos brasileiro e paraguaio.

Mas Baumbach, descartando uma permissão imediata por parte dos parlamentares, informou que agora a Venezuela tem que cumprir requisitos técnicos.

Ele disse ainda que Caracas não apresentou as listas de suspensão de impostos sobre produtos brasileiros.

'O Brasil vai tentar garantir o compromisso da Venezuela de agilizar as negociações bilaterais para seu ingresso no bloco', disse.

'É de especial importância a apresentação das listas de suspensão de impostos de produtos brasileiros, necessárias para finalizar o processo de adesão', acrescentou.

Lula e Chávez também discutirão a criação de uma zona de integração e desenvolvimento na fronteira, incluindo uma 'área de controle integrado' para facilitar o deslocamento de pessoas e bens mediante a coordenação de tarifas e de imigração.

Também vão abordar um possível acordo de cooperação energética, que incluiria a previsão de venda de energia quando um dos países precisar. Vão discutir ainda os próximos passos da União de Nações Sul-Americanas (Unasur), criada no mês passado, e do Conselho de Defesa Regional, uma iniciativa do Brasil.

(Reportagem de Raymond Colitt)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG