Lula diz que recessão nos EUA prejudicaria a todos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse neste sábado (27) que pede diariamente ao presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, que olhem a crise financeira dos Estados Unidos com lupa. Durante discurso em São José dos Campos, interior de São Paulo, Lula disse ainda que uma eventual recessão dos EUA prejudicaria o mundo todo, inclusive o Brasil.

Agência Estado |

Ao mesmo tempo, destacou a redução da dependência dos exportadores brasileiros para o mercado norte-americano.

"Nós não queremos dizer que estamos tranqüilos. Eu todo santo dia peço que a gente olhe o que está acontecendo no mundo com lupa. Porque os EUA, se entrarem em crise e entrarem em recessão, vão bater em todos os países do mundo, da China ao Brasil", comentou. "Qual é a vantagem que o Brasil leva? A vantagem é que nós hoje não dependemos as nossas exportações dos EUA. Quando nós entramos eram quase 30% e agora são só 14%. Nós aumentamos as nossas exportações para a América do Sul, para a América Latina, pra África e pra Ásia", disse ele, referindo-se ao menor porcentual das vendas externas destinado aos EUA.

Para Lula, as reservas internacionais de mais de US$ 200 bilhões e o fato de o País ter quitado a dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI) dão "uma certa garantia" ao Brasil, além do fortalecimento do mercado interno.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG