nem em sonho pode estar em campanha por Dilma - Brasil - iG" /

Lula diz que nem em sonho pode estar em campanha por Dilma

BRASÍLIA - O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, recebeu neste sábado uma comemoração organizada pelo PT por seu aniversário, de 64 anos. Segundo o presidente, ao apagar as velas, ele pediu que o Brasil cresça em 2010 e que as eleições ocorram com ¿tranquilidade¿. Lula negou, porém, ter pedido pela campanha da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, para sucessão em 2010.

Sarah Barros, repórter em Brasília |

A legislação não permite, nem em sonho, que eu possa fazer qualquer pensamento positivo sobre a Dilma antes da convenção partidária e dela estar afastada do governo, brincou. Mas no próximo aniversário, estarei comemorando as eleições dela, completou.

Divulgação
Lula comemora aniversário ao lado de primeira-dama e vice Alencar

Sobre as eleições de 2010, Lula manifestou desejo de que as campanhas sejam civilizadas, com o interesse de politizar a sociedade e em nível compreensível para a sociedade.

Lula também afirmou que espera crescimento de 4,5% a 5,5% da economia no ano que vem. Se nós conseguirmos crescer mais ou menos 4,5% a 5,5%, significa que a crise [econômica] definitivamente acabou no Brasil e significa que a gente pode ter alguns anos de crescimento contínuo, declarou.

Comemoração

O evento em comemoração aos 64 anos de Lula começou por volta das 10h. Segundo o organizador da festa, José Zunga, a comemoração custou R$ 5 mil aos cofres do PT. Os gastos incluíram aluguel de banheiros químicos e tendas, ornamentação, com balões verdes, amarelos e vermelhos, e o bolo.

Divulgação
Lula corta o bolo e pede tranquilidade nas eleiçoes

Lula cumprimentou as cerca de 150 pessoas que se aglomeraram em frente ao Palácio da Alvorada, acompanhado da primeira-dama, Marisa Letícia, do vice-presidente, José Alencar, e do e-governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra. Entre os presentes que recebeu está um jogo de pôquer, entregue por Alencar, e um arranjo de trinta estrelas, simbolizando os trinta anos do PT, entregue por uma criança, em nome do partido.

Antes da entrega do presente do PT, a jovem Mariana Tupinambá chamou Lula de líder mundial. O Brasil perde um presidente, mas a humanidade ganha um líder, declarou.

Aos que comapreceram ao evento, Lula agradeceu a solidariedade e o companheirismo de membros do PT. Ele enfatizou que o apoio tem sido dado durante os sete anos de seu governo e lembrou da crise política que enfrentou em 2005, durante escândalo do mensalão. No auge da crise, em 2005, tinha companheiros do PT no Torto [residência oficial, Granja do Torto] que me esperava chegar para prestar solidariedade, relatou. Espero estar vivo para comemorar meu aniversário no último ano como presidente do Brasil, completou.

Leia mais sobre: Lula

    Leia tudo sobre: dilma rousseffeleições 2010lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG