rei posto , Dilma fará as promessas - Brasil - iG" /

Lula diz que quando for rei posto , Dilma fará as promessas

SÃO PAULO - Durante celebração do Natal com catadores de material reciclado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que em dezembro do ano que vem, quando será rei posto, deverá estar acompanhado do próximo presidente, a ministra Dilma Rousseff (PT), para fazer promessas à população carente.

Reuters |

AE
Lula ganha camiseta do Corinthians durante evento

Lula ganha camiseta do Corinthians durante evento

"Quando eu vier aqui em dezembro do ano que vem, já tem uma outra pessoa eleita. Eu já serei rei posto, e rei posto não pode mais fazer promessa não. Ou faço agora o que eu posso cumprir ou não dá para fazer depois", disse Lula.

"De qualquer forma, se for quem eu penso que vai ser (eleito), nós podemos trazer junto aqui para fazer promessa", acrescentou, sem mencionar diretamente o nome de Dilma, ministra-chefe da Casa Civil e pré-candidata às eleições presidenciais de 2010.

As declarações foram feitas nesta quarta-feira em discurso a cerca de 900 sem-teto que subsistem coletando e vendendo material reciclado. Esta é a sétima vez que o presidente comemora o Natal ao lado dos sem-teto.

"Vocês já estão tão organizados que quem entrar aí (no governo) vai ter de respeitar", previu.

Ele cobrou agilidade dos catadores para que apresentem suas reivindicações a tempo de serem incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de 2011 a 2015, que será cumprido pelo próximo presidente, mas que Lula pretende aprovar no ano que vem.

Ao lado de cinco ministros, Lula assinou decreto que instituiu a Política Nacional para a População em Situação de Rua, que pretende monitorar as demandas dos sem-teto e incluir essa população nas contagens oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O governo também vai destinar imóveis do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e da Secretaria do Patrimônio da União (SPU) para moradia popular. Serão 25 edificações em nove cidades do país, incluindo São Paulo, ao custo de 20,2 milhões de reais.

Lula ainda prevê assinar medida provisória instituindo crédito do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a indústria que adquirir matéria-prima reciclada.

A principal denúncia dos moradores de rua durante o evento foi a violência a que são submetidos, com expulsão de locais públicos pela polícia. Em muitos casos recebem esguichos de água.

"População de rua também vota", lembrou uma parte do público, em referência aos políticos que compactuam com os maus tratos.

O governo estima que 31,9 mil pessoas estejam em situação de rua.

Leia mais sobre Lula

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG