BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, que perdeu uma grande auxiliar, ao falar sobre o pedido de demissão da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

Ele apenas registrou, e certamente lamentando, mas não entrou em detalhes sobre a razão da demissão. Mas certamente é uma perda que o presidente sente, disse o governador depois de encontro com o presidente no Palácio do Planalto. Ele comentou que estaria perdendo uma grande auxiliar, reafirmou Aécio.

O Palácio do Planalto confirmou que a carta com o pedido de demissão da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, foi entregue hoje ao chefe de gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho. Ainda não está confirmado nenhuma audiência de Marina Silva com o presidente.

O governador da Bahia, Jacques Wagner, manifestou tristeza ao comentar o pedido de demissão de Marina Silva. Fico triste. Não estou no governo e desconheço as razões da demissão dela. O governo perde uma boa colaboradora que merecia todo o respeito do presidente da República, afirmou.

Afastada do Senado desde 1º de janeiro de 2003 para integrar o ministério, Marina Silva, retorna ao Senado para reassumir o mandato, que termina em 1º de janeiro de 2011. Ela ocupará o lugar do suplente Sibá Machado, também do PT do Acre.

O parlamentar teve uma rápida conversa por telefone com Marina Silva, na tarde de hoje, após a ministra comunicar a decisão de entregar ao presidente Lula o pedido de afastamento. Ela deixou para mim claro que estava disposta a entregar a carta ao presidente , afirmou.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.