Lula diz que não sinalizou alta de juros

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se mostrou surpreso hoje com algumas interpretações de que teria admitido no dia anterior em Haia, na Holanda, a possibilidade de elevação dos juros na próxima semana pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Quem estiver achando isso está louco, reagiu o presidente Lula, durante passeio na ponte Carlos, em Praga, ao ser informado de que suas declarações confirmariam as previsões de alta dos juros.

Agência Estado |

"Não acredito, não foi isso que eu disse", completou Lula. Um dia antes, Lula tentou passar a mensagem de que não estava preocupado com a decisão que será anunciada na próxima quarta-feira pelo BC. "Não será a redução de 0,25 ponto porcentual, nem a manutenção de 11,25%, nem o aumento de 0,25 que trará qualquer transtorno", declarou Lula na ocasião, reiterando a independência do Banco Central para decidir sobre a política monetária do País. "Não dou palpite nem em aumento de juros e nem redução de juros."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG