Lula diz que não ficou preocupado com prisão de Tosto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que não ficou preocupado com a prisão do advogado Ricardo Tosto, que também é conselheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Não fiquei preocupado, afirmou o presidente, ao ser indagado sobre suspeitas de corrupção na instituição.

Agência Estado |

"Veja, não tem nada a ver com o papel que ele (Tosto) tinha no conselho. A impressão que se tem é que o cidadão cometeu isso, um deslize, não porque era conselheiro. Quando a pessoa quer cometer um delito ou quer praticar mau-caratismo, cada pessoa se aproveita de qualquer oportunidade."

Depois, o presidente confundiu a Operação Santa Tereza - que desmontou suposto esquema de desvio de recursos do BNDES e que levou presos 10 lobistas, empresários e advogados, entre eles Ricardo Tosto - com outra missão da Polícia Federal, a que foi deflagrada ontem no Espírito Santo para combater fraudadores da Previdência, com 40 detidos. "Graças a Deus, depois de um ano e meio de investigação a Polícia Federal pega 40 pessoas. E todas as pessoas que foram pegas serão punidas de acordo com a lei."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG