Lula diz que morte de Silva Telles causou profundo pesar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em nota, que a morte do professor e jurista Goffredo da Silva Telles lhe causou profundo pesar. De acordo com Lula, o professor foi um dos mais destacados combatentes pela democracia e pelo Estado de Direito da história do Brasil.

Agência Estado |

Lula lembrou ainda que, em 1932, com apenas 17 anos de idade, Goffredo alistou-se como soldado na Revolução Constitucionalista. Em 1946, foi deputado constituinte e notabilizou-se, entre outras causas, pela defesa da Amazônia. Em 1977, em pleno regime militar, redigiu e leu a "Carta aos Brasileiros", marco da resistência democrática.

Lula afirmou que durante 45 anos o professor lecionou na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da Universidade de São Paulo, "conquistando a admiração de milhares de alunos e discípulos, dando lições não apenas de Direito, mas também de humanismo, generosidade e fé na luta por um mundo mais justo e fraterno."

Goffredo Carlos da Silva Telles, de 94 anos, morreu na noite de ontem, em São Paulo. Segundo familiares, o jurista morreu em casa, de causas naturais, por volta das 19h deste sábado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG