Lula diz que melhor solução para Bolívia é a negociação

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou neste sábado que a melhor solução para o conflito na Bolívia é a negociação e citou que os contratos do Brasil com o país vizinho precisam ser respeitados. Eu queria fazer um apelo ao povo boliviano, aos empresários, aos trabalhadores, ao governo e à oposição, que permitam que a Bolívia encontre seu próprio destino, fortalecendo sua própria democracia, fortalecendo as instituições e, ao mesmo tempo se desenvolvendo, disse o presidente.

Reuters |

'O que o Brasil pode fazer? É um apelo à Bolívia que temos acordos, temos contratos, e que, portanto, esses contratos precisam ser respeitados.'

O fornecimento de gás da Bolívia ao Brasil chegou a ser suspenso nesta semana devido a um atentado contra uma estação de bombeamento. A operação foi restabelecida na tarde de quinta-feira.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, confirmou que convocou os presidentes da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) para uma reunião de emergência na segunda-feira, em Santiago, com o objetivo de analisar a tensa situação na Bolívia.

Sem confirmar sua presença, Lula disse que o encontro só deve ser realizado se este for o desejo do presidente boliviano, informou a Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG