caça às bruxas - Brasil - iG" /

Lula diz que investigar torturadores não significa caça às bruxas

Rio de Janeiro, 15 jan (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que sua decisão de criar a Comissão Nacional da Verdade para investigar as torturas durante a ditadura militar (1964-1985) não pretende ser uma caça às bruxas e acrescentou que o país não pode ter medo de buscar a verdade.

EFE |

O chefe de Estado respondeu assim, em entrevista que concedeu à rede de televisão "Mirante", à polêmica suscitada pelo Programa Nacional de Direitos Humanos que aprovou em dezembro passado e que levou os comandantes das Forças Armadas a ameaçarem renunciar a seus cargos.

"O que está gerando polêmica (no Programa Nacional de Direitos Humanos) é a Comissão da Verdade, mas neste país ninguém pode ter medo que busquemos a verdade na história do Brasil", afirmou.

Essa busca da verdade pode ser feita "da forma tranquila e pacífica, tal como estamos fazendo", assegurou o presidente.

"Não se trata de caça às bruxas. Significa apenas que as 140 pessoas que ainda não encontraram seus familiares desaparecidos tenham o direito de encontrar os corpos e de enterrá-los", acrescentou.

O descontentamento dos militares obrigou o governante a modificar o projeto de lei antes de enviá-lo na quarta-feira ao Congresso para criar a Comissão da Verdade a fim de esclarecer que o objetivo será investigar as violações dos direitos humanos durante "conflitos políticos", após evitar o termo "repressão política".

A comissão também investigará as violações de direitos humanos supostamente cometidas pelos guerrilheiros que enfrentaram o regime militar.

A decisão que também sejam investigados os opositores da ditadura foi tomada em reunião que o líder teve na quarta-feira com os ministros da Defesa, Nelson Jobim, e da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, que tinham trocado críticas por suas divergências a respeito do projeto. EFE cm/sa

    Leia tudo sobre: direitos humanos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG